terça-feira, 29 de dezembro de 2015

EM PAULINIA:O canto da Senzala provoca o silêncio na Casa Grande

Palavras, é tudo o que se pode oferecer  !....
Nossa equipe teve o cuidado de selecionar uma série de comentários veiculados em 2015  em Política dos Bastidores, como presente aos nossos leitores e leitoras, pessoas queridas de nos inspiram para refletir acontecimentos políticos. Sinceridade  ,  não relatamos aqui nem um terço do que seria preciso,
 o que foi o suficiente para contribuir com a reflexão acerca da nossa cidade e envolver pessoas.
 Saudação especial a quem compreende o estilo da narrativa  metafórica aqui usada até mesmo com o intuíto de poupar atores e protagonistas de fatos, bem como
 preservar pessoas importantes que por capricho dos que mandam na cidade ficam meio que na margem do processo. Exemplo disso foi no acontecimento recente de maior grandeza para a defesa da vida , a audiência realizada para apresentar  o Plano Municipal de Resíduos. Na plateia, um senhor já de cabelos brancos em tom de ironia quis saber onde é na cidade, que se depositam pilhas e baterias e ficou sem resposta.Aí, faltar aqui, aqueles que salvam o peão das guampas do touro bravo e saiu com essa lá no fundo: “ A!... a prefeitura se reserva no direito de manter o sigilo do local. Esse material radioativo não pode ficar em qualquer lugar”. Com  essas e outras o secretário do Meio Ambiente, Zaqueu de Souza nem usou a palavra para encerrar o evento.. Só Aldo Lima Guimarães, decano da cidadania participativa, sujeito insistente em seus questionamentos observou a situação com sua alma de rapaz curioso, tipo que serve como exemplo para quem já se entregou aos enfados  das narrativas que giram em torno do mesmo mastro do  moedouro   como animais de senhor de engenho na única tarefa de tocar a moenda felizes mesmo sob o açoite dantesco dos chicotes que estalam em suas orelhas
Se vc não entendeu, tudo bem. As lágrima do povo vira garapa da cana, como já virou pinga no alambique ou então ,  tudo pode se transformar em rapadura.. Aí, vida fica doce mesmo assim. O canto da Senzala provoca o silêncio na Casa Grande que põe o sinhozinho e capitão do mato em movimento..

Feliz Natal !....Feliz 2016 para nós todos
        (Miguel Samuel de Araujo)

PS: As  notas selecionadas estão na versão impressa do Jornal O Cromo que está nas bancas da cidade.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

INFORMATIVO DA CÂMARA FAZ PROMOÇÃO PESSOAL

Dinheiro do povo desperdiçado:
Número 2 do Informativo da Câmara de Paulínia faz promoção pessoal de Diretor

Depois da denúncia do Cromo de prática de erros grosseiros no processo da produção, o número 2 do Informativo apresenta correções com informações necessárias em um órgão impresso. As informações de Expediente haviam sido omitidas no número 1 conforme o Cromo denunciou, só que mantem a linha editorial de promover pessoas e veicular informações desnecessárias
Embora em um tipo de letra quase microscópio  o número  2 apresenta o
Expediente:
com as  seguintes informações:
Tiragem : 10.000 exemplares
Diagramação e Impressão,indicam o CNJP de uma empresa
Jornalista responsável: Bruno Dias , com número de registo de profissional. Ele é funcionário da Assessoria de Imprensa da Casa.
Informar o responsável pela diagramação e a empresa que imprimiu 10 mil exemplares, indicando o numero do CNPJ , aponta a falta de transparência e omissão de alguma coisa que precisa ser esclarecido. È bom lembrar que com a modernidade e o avanço da tecnologia da Informação, o próprio jornalista e a Câmara cuidaria da diagramação com o uso de programas simples e instalados e com certeza a Casa tem esse recurso. Logo para uma coisa tão simples não haverá a necessidade de contratar uma empresa com CNPJ.
Sendo um Informativo Oficial, nem no numero 1 e no numero 2, ele não informa os protocolos de compra e de contratação de serviço e nem estimula o leitor dos 10.000 exemplares a visitarem o site da Casa.
O veículo dedica a página 8 com telefones úteis e matérias desnecessárias. Na página 7 apresenta um balanço de atividade de 20015 já veiculada por jornais da cidade, com destaque para a foto do Diretor da Casa , Davi Rodrigues, como se fosse aquilo um feito extraordinário. A rigor, uma casa com algo em torno de R$ 20 milhões de orçamento não fez mais do que o dever, inclusive destacando  a acessibilidade na recepção, quando já é exigência da Associação Brasileira de Normas Técnicas ( ABNT) e ainda o mais grosseiro é que a redação se refere ao usuário como “ portador de necessidades especiais ,  quando por deliberação da Organização das Nações Unidas , a expressão correta é :” pessoa com deficiência “
O mais grave ainda é que a publicação se apresenta como quinzenal e antes do dia 22 de dezembro publicou duas edições. O Informativo estampa foto deve vereadores e dá destaque  para o diretor da Casa. O então impresso Semanário da Prefeitura, por zelo da Secretaria de Negócios jurídico e cuidado profissional dos responsáveis, nunca veiculo imagem do prefeito , vice e secretário e ainda mantem o leitor a par dos processos de compra e licitações . Outra grosseria é o fato de ter uma pessoa incumbida da distribuição de 10.000 exemplares em escolas e órgãos públicos em pleno recesso. Na intenção de defender o colega, um jornalista conhecido nosso, se referiu ao número 1, como uma experiência que iria se aperfeiçoar. Ora, colocar expediente com dados , como tiragem , responsável , autor de fotos e outras informações, é algo que se aprende no seundo ano da faculdade de jornalismo, na aula de prática de montagem de boneco de jornal, coisa primária.
Fomos hostilizados pelo presidente da Câmara Sandro Caprino na presença de testemunhas na manhã de sábado , dia 19 Padaria Pãolinia quando distribíamos jornal o Cromo. Ele usou palavras pesadas para o diretor do Jornal Djalma Moda , para em seguida insinuar ameaças com a expressão : “ a mão de Deus virá sobre voceis “. Fica aqui o registro para que a sociedade e nossos leitores saibam de onde poderá partir qualquer represália contra nós









CÂMARA DE PAULINIIA ESBANJA DINHEIRO DO POVO

Cidadão questiona  gastos com Informativo Oficial da Câmara  de Paulínia

Um jornal em formato tablóide confeccionado em off-set com 8 páginas coloridas com o brasão da Casa e apresentado como número 1 do Informativo da Câmara, é o ponto que mais chamou a atenção de Djalma Moda , diretor do Jornal o Cromo.  Ele se declara espantado com a forma amadora e irregular usada na produção.” Mais de 20 anos editando jornais e periódico , eu nunca vi  uma picaretagem assim , principalmente em se tratando de órgão publico. Eu tenho conhecimento de muitos casos de abuso de sistema de informação e já vi proibição de informativo em cidades que possuem o órgão oficial no caso do Semanário.
O informativo da Câmara tem oito páginas de informações irrevelantes que no entendimento de Djalma não são informações oficiais.
 Um exemplo de grosseria com o trato do dinheiro publico é a edição numero 1 destina as páginas 6 e 7 com a Ordem do Dia da Sessão Ordinária a ser realizada  no dia 24 de novembro de 20015, terça- feira ás 18 horas. Outra aberração é uma página com telefones úteis . Dijalma riu muito ao ver aquilo demorou para acreditar que o presidente Sandro Caprino estaria patrocinando aquela porcaria chamada de informativo da Câmara que exposta no balcão da recepção, cujos exemplares podem ser levados para lugares incerto e denigrir a imagem do Poder Legislativo. Para Djalma , os vereadores mas sensatos deveriam aconselhar o presidente sobre o princípio da moralidade , da publicidade e do zelo para com o nome da Casa, já que as fotos dos legisladores podem caracterizar publicidade pessoal que quem está exposto
O tablóide  não tem expediente, nome do responsável, não identifica o autor das fotos e muito menos a tiragem e onde foi impresso. Ele circulou  de forma tímida e internamente com um pilha deles no balcão da recepção.

Dijalma não descarta a possibilidade de se tratar de um projeto piloto, tipo trabalho de escola , porém mesmo assim é algo que chama a atenção por estampar fotos de vereadores, o brasão da Câmara. Djalma tentou sem sucesso falar com o jurídico da Casa, com a presidência e chegou a comentar a possível infração com alguns vereadores e não encontrou explicações. Por isso,ele decidiu abrir estampar o Informativo do Sandro no jornal o Cromo em sua última edição de 2015

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

GRUPO POLITCO DO PREFEITO de PAULNIA SE EMBOLA TODO

Consultor de Pavan acusa Dixon de gerar crise em partido

O consultor politico, João Natanael de Souza,
responsável pelas costuras politicas para a sucessão do prefeito José Pavan Junior ( PSB) afirma que a pré- candidatura do empresário Dixon Carvalho para prefeito pelo PSDB, desencadeia uma crise sem precedentes no grupo e na base da máquina que é composta pelas legendas do PSB e do PSDB. Os partidos camimham juntos desde a eleição de 2012 quando Pavan teve Vanda Camargo como vice na chapa.Dixon deixou o PR no qual esteve filiado depois que saiu do PT em 2012 para se filiar ao PSDB a convite do deputado Federal Carlos Sampaio. Nas conversações ficou tratado que Carvalho seria o candidato a prefeito pela legenda que tem a vice- prefeita, Vanda Camargo em seus quadros.a semana passada, circulou na mídia local e nas redes sociais uma nota de Vanda anunciando a sua pré- candidatura á sucessão de Pavan, de quem espera ter apoio. Dixon tem apoio do grupo de Valmir Brustolim e de Genésio, vice- presidente da legenda.
Outro grupo de filiados, alinhado ao presidente André Zanovello defende a composição com o grupo de Pavan e até então por acertos e costuras com o próprio Natanael, esse grupo estaria inclinado para a lançar outro  nome que seria decidido entre os vereadores Edilsinho Rodrigues (PPS) e Fábio Valadão (Prós) prestes a irem para o PSDB.
Como eles não podem deixar a legenda  por causa da legislação que abre a possibilidade de perda de mandato, o único nome posto seria o de Carvalho, nome não aceito pelo grupo de André e muito menos pelos aliados de Pavan, liderados por Natanael. Para esconder o impasse, o nome de Vanda foi tirado do bolso do colete, como fica evidente na notícia da pré- candidatura. Natanael publica declarações exclusivas no Jornal A Tribuna, na qual acusa  Dixon de fomentar a crise  e defende Vanda sem se quer fazer qualquer menção aos nomes de Valadão e Edilsinho que tudo leva crer que nada mais eles são do que meros figurantes  neste filme de horrores, do qual  o consultor politico é protagonista num momento que o quadro político requer responsabilidades.
A começar pela foto veiculada na mídia e no face e no jornal, que é de arquivo e feita há muito tempo , em que Pavan ergue a mão de Vanda. Tudo parece uma encenação de última hora em estilo dos mais grosseiros com perguntas e respostas combinadas entre os mais interessados no assunto. Com esse lance, o grupo de Pavan encerra o ano sob questionamentos no meio político, já que com essa manobra, Natanael coloca em xeque a credibilidade dos vereadores, então vistos nos bastidores como cacifados para pré- candidatos, desqualifica o PSDB e queima o próprio Dixon Carvalho.
A aliança  PSDB e PSB, está em vias de ser abalada em nível local, por conta das expectativas frustradas das lideranças politicas da cidade. Com essa jogada bem articulada com o apoio do Jornal a Tribuna, Natanael consegue também desmentir a notícia que vinha ganhando força nos bastidores de que Pavan poderia disputar a reeleição. Advogados consultados pelo Cromo descartam a possibilidade da possível candidatura Pavan , diplomado prefeito por duas vezes e prefeito eleito em 2008.



MULHER COM DEFICIÊNCIA SOB O OLHAR FOTOGRÀFICO

                                         

                                          

                                                            ;

              Mulher com deficiência no  filtro  das lentes da fotógrafa

Um ensaio de fotografias  assinado por Kika Castro, exposto no Conjunto Nacional que fica na avenida Paulista2073  , entre os dias 3 e 15 de dezembro destacou os traços e a beleza da mulher  com deficiência , como parte das Comemorações do Dia internacional da Pessoa com Deficiência.
Kika Castro é já conhecida no meio artístico e da fotografia , como uma profissional focada no segmento da pessoa com  deficiência.No trabalho além das Convenções , suas lentes reportam a sensualidade , o brilho do olhar e a expressão da mulher.
O trabalho , segundo a organização, cumpriu o objetivo , por ter sido foi visitada por milhares de pessoas, muitas das quais acostumadas a frequentar o espaço para apreciar fotos artísticas e outras obras de artes.   
Ainda fez parte das comemorações uma mesa de debates que reuniu especialistas para reflexões e abordagens sobre o tema corpo e sexualidade da mulher com deficiência. Contribuiram com as discussões, a antropóloga Adriana Dias, a doutora em psicologia Ana Rita de Paula e a fisioterapeuta Paula Ferrari                              

                                           
Marcia Gori, sequela de poliomielite;

                                            Caroline Marques, paraplegia;

                                            Valdireny Mira, osteogenesis imperfecta

                                            Priscila Menucci, nanismo;


                                            Paula Ferrari, mielite;
               

          

                                            Paula Ferrari, mielite;

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

VEREADOR PEDE APOIO POLITICO À TRANSEXUAL E VOTA CONTRA IDENTIDADE DE GÊNERO

Transexual  estranha modos  de líder de Governo
O vereador a convidou para se candidatar a vereador pelo PSDB  e vota  contra o segmento na Câmara, a exemplo de outros  colegas que a assediam por apoio

O comportamento  do vereador e líder de governo na Câmara de Paulínia, Fábio Valadão ( Pros) que votou a favor  da legalidade da emenda á Lei Orgânico do Município que dificulta qualquer discussão no âmbito da Câmara e das escola acerca da Identidade  ou Ideologia de gênero gerou questionamento entre transexuais  que acompanharam a sessão ordinária da terça- feia dia 24.A emenda é de autoria do presidente da Câmara, vereador Sandro Caprino, membro da Igreja Universal.Ele enviou carta convidando pastores evangélicos para a Sessão. Pela legalidade em  primeira votação, a emenda recebeu 12 votos favoráveis e 3 contra.
A transexual Flávia Dias, conhecida no facebook, como Flavuxa Dias  se declara surpresa porque até o mês de setembro ela estava em vias de se filiar  ao PSBD. Flávia, uma militante da causa GLTBS tem sido convidada para se filiar a partidos.
Segundo ela, um dos convites mais insistentes para entrar no PSDB partiram do vereado Fábio Valadão e do vereador Edilsinho ( PPS) . As conversas aconteceram no período que iria esgotar o prazo para filiação partidária e tanto Valadao, como Edilsinho estaria prestes a ir para o PSDB. A votação se deu em clima de muita tensão entre evangélicos e outros religiosos contra homossexuais e transexuais. No mesmo tom do discurso a favor da família e  da emenda , Valadão justificou a posição no perfil do facebook.
 O vereador explica que ao contrário do que foi alardeado, não estava em votação a instituição de banheiro único e nem a segregação , “ é só para dificultar possíveis proposituras nesse sentido.
Flavuxa como é conhecida estranha a postura  do vereador em relação ao segmento , muito diferente do que ele declarou quando a convidou e não esperava que Edilsinho e Gustavo Yatecola (PTdoB) fizessem o mesmo acompanhando  o presidente da Câmara.Lara Pértile, outra transexual estranhou o comportamento do vereador se comparado com a forma que ele se referiu ao segmento tanto no discurso como na postagem: “ nosso voto, nosso apoio, eles querem e nos procuram para conversas particulares, agora publicamente se dizem defensores da família e nos exclui como se não tivéssemos familia. A outra transexual , Paula Ferreira considerou absurda a postura “ : então eu não tenho família ?  Flávia Dias lembra que quando foi conversar com Valadão,  foi acompanhada da mãe e do namorado Ela conta que foi o empresário Geraldo Araujo, que trocou o PMDB, pelo PSDB que intermediou a conversa. Flávia faz questão de lembrar detalhes: com o Valadão, a conversa foi no escritório perto da biblioteca e com o Edilsinho foi no prédio perto do Exta, o mesmo onde morava a dona Fia, mãe de Edson Moura..

Flávia era do grupo politico do ex- prefeito Edson Moura , do qual  Geraldo Araujo fazia parte.  Ela estava no PDT e era pessoa muito próxima da ex esposa de Moura, Regina Matos. Geraldo Araujo  sempre se declarou influente no PMDB, ele é tio de Marcela Themer, casada do o vice –presidente Michel Themer.Agora faz parte do grupo de Valadão

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

IDEOLOGIA DE GENEROS expõem a mediocridade dos politicos

Mediocridade:


O presidente da Câmara de Sandro Caprino (PRB), fez aprovar na sessão Ordinária de terça- feira, dia 24 a votação da Emenda à Lei Orgânica do Município que proíbe os atuais e futuros parlamentares discutirem a chamada “ideologia de gêneros" ou fazerem qualquer propositura sobre o tema. A Emenda por aprovada por 12 dos 15 vereadores com os votos contrários dos dois vereadores do PT, Custodio e Dr João Mota junto com a vereadora Angela do PRTB.. Muito feio, Sandro convidou pastores e outros religiosos para assistirem a Sessão . Representantes do mundo GLTB que estavam no plenário foram hostilizados pelos religiosos

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

SERVIDOR DE PAULÍNIA CHEGA AO FINAL DO ANO COM A PULGA NA ORELHA

Políticas dos Bastidores
Por Miguel Samuel de Araujo
Natal de brioches
Os trabalhadores do serviço público da prefeitura de Paulínia, mais precisamente os professores correm o risco de passarem um final de ano de muita agonia e coração apertado por causa da indefinição do Plano de Cargos e Carreira, cujo texto final desagradou  as educadoras que trabalham nas creches. Elas perdem a condição de professoras e correm sérios riscos de prejuízos nos salários e aposentadoria especial.
Mal discutido
A elaboração do Plano de Cargos e Carreira é cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado há anos  entre  a Prefeitura e o Ministério Público. O conjunto dos servidores espera  pelo menos ver a minuta do projeto depois de pronto. A Fundação Getúlio Vargas (FGV) foi muito bem contratada para elaborar o projeto. Embora tenha recebido milhões, a FGV já tem fama de não agradar. Uma prefeitura do litoral paulista precisou contratar outra empresa para rever o que havia sido feito
Desgaste politico 
No fim das contas, até vereador teve  dificuldade para ter acesso ao texto que agora apresenta uma série de pontos discordantes. Um grupo de professores vem se reunindo para compreender a proposta e propor   a revisão. Os vereadores têm sido cobrados e podem sofrer desgastes com a categoria. Além de professores, em  outros segmentos da administração como saúde e segurança há descontentamento.  Se houvesse mais transparência no processo, o prefeito José Pavan Júnior estaria poupado do ambiente carregado   que instalado nas relações entre Pavan e servidores.
 Por melhores condições
Desde 2011,quando houve a greve-, ficou claro para a categoria dos servidores que só a união de todos abre possiblidades de avanços. O servidor deve buscar conhecimento sobre a gestão da cidade , defender seus direitos e cobrar o diálogo com as chefias. Ora, se a população cobra transparência nos atos do governo e quem faz tudo é o servidor, logo alguém esclarecido que conquistou seu posto de trabalho em um concorrido concurso precisa ser atento ao que lhe diz respeito
Sindicato em alerta
A justiça decidiu que o prefeito tem que pagar os dias de greve de descontados em 2011 . Outra condenação é para que ele demita os comissionados que estão há mais , de acordo com a avaliação do Ministério Público. Pavan tenta ganhar tempo no  campos dos recursos e embargos. O Sindicato orienta o servidor no sentido de ficar atento e manter o clima de mobilização ..
Ano  eleitoral
Enquanto a burocracia do governo fica amarrada, do outro lado quem está no jogo das disputas procura entender por passa o processo que para 2016 se apresenta com novidades, conforme matéria por nós publicada. Os prazos mudaram e o sistema de financiamento está bem mais  rígido,o que obriga a reengenharia nos planos.
Relatório de impactos
Pavan informa que a demora par o início das obras da ponte sobre Rio Atibaia e da estrada da Rhodia depende de licenciamentos ambientais. Ele se declara entusiasmado  com o anúncio de 1332 unidades residências apresentadas em entrevista coletiva. Ela garante que a verba está garantida pela Caixa Econômica por meio do Programa Minha Casa minha Vida
Novidades administrativas
Mais do que o Plano de Cargos e o pagamento dos dias de greve, o prefeito está em outro fogo cruzado. Ele vai repassar parte dos serviços da Saúde para uma Organização Social ( OS), o que chama também a atenção dos servidores que se declaram sem informações sobre o novo modelo. Médicos informam que sequer foram  consultado sobre a nova casa alugada para abrir os serviços de especialidades. Apesar da enorme obra em andamento, a prefeitura alugou o prédio  da Clínica de Rubens Fichelli para abrigar parte das especialidades
 PPP do Lixo e outras medidas
Vem  aí, outras questões polêmicas que para quem tem a maioria folgada na Câmara não representa preocupação nenhuma. No dia 1º  de dezembro, vai ter a audiência pública sobre o Plano Municipal de Resíduos Sólidos que com certeza quando for para a votação será aprovada  assim como foi o Plano Municipal de Saneamento Básico que criou  a agência reguladora  com cargos e empregos.
PPP do Lixo e outras medidas II
Meio que embaixo de um quieto, uma Parceria Pública Privada está em processo de articulação em Paulínia. A Corpus que praticamente domina o Setor desde a gestão do seu Dude ( 1997-2.000)  deve plotar o negócio milionário por um período de 30 anos, segundo uma fonte nossa. O assunto merece amplo debate por parte da comunidade e interessados nas discussões ambientes, Ministério Público e outros setores. Nas próximas edições divulgaremos mais detalhes sobre o empreendimento
Ritmo de  chegada
Pelo que a gente observa daqui do nosso canto, Pavan pelo jeito ou engrenou a coisa ou já prepara para o fim do período. Em véspera de final de mandato, ele deu para anunciar coisas e se prepara para contratar até uma agência de propaganda. Como sempre a máquina serve para a disputa do seu próprio comando já que entre os seus tem gente se comendo para ser candidato
Tempos do Plínio
Antigos conhecedores de Pavan e observadores da politica desconfiam que com esse malabarismo todo, dependendo de quem for o apontado como sucessor, o prefeito está prestes a criar um outro Plinio  Chaer Borges. Na administração 89/92-, ele tinha Seu Plínio era chefe de Gabinete, homem forte das articulações junto com Cid Fonseca, com plenos poderes, tipo com força para prender e soltar. Plínio foi apresentado como sucessor dele e quando a disputa se acirrou e o candidato ia muito bem contra Edson Moura, Pavan saiu  misteriosamente de cena e o candidato da máquina  ficou só  nos maiores dos apuros.
Moral da história
 Moura venceu, Plínio perdeu a amizade com Pavan ao  ver o cavalo arreado na sua frente  e o amigo tirando o estribo   para o danado sair no  galope  deixando ele a pé. Até hoje ninguém explicou direito o mistério. Ainda voltaremos ao assunto conforme for o quadro que se desenhara partir de agora que se instala o clima da Gosma que borbulha sobre o leite quando ferve . Os fortes que acompanham de perto haverão de entender nossas metáforas desse quebra cabeça montado com lego de super  heróis de mentirinha, há! há! há!..







quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Festival de Comédia: Prefeitura de Paulínia não apoia

    Um produção sem o apoio da Prefeitura de Paulínia
    Começa neste final de semana o Festival de Comédias do Teatro Ceart. O evento que privilegia textos e autores consagrados como Lauro César Muniz, Chico de Assis e Renata Pallotini está em sua segunda edição dentro deste formato e segue durante todo o mês de novembro.
    PRIMEIRO ESPETÁCULO: O TESTAMENTO DO CANGACEIRO
    ...
    “O Testamento do Cangaceiro” e o Teatro de Cordel de Chico de Assis, de acordo com o próprio autor, “busca a estrutura poética de um herói brasileiro. Assim foi que nasceu Cearim, o protagonista de O Testamento do Cangaceiro. A peça, dividida em duas partes: Os Perigos da Bondade e Os Perigos da Maldade, narra a história de Cearim, um homem puro de coração e bom em essência que acaba por virar testamenteiro de um cangaceiro. De posse de uma pequena fortuna que lhe foi confiada peloMoribundo e pra cumprir a vontade deste, Cearim vai descobrindo que neste mundo é cada um por si e divide-se entre a ajuda de sua Madrinha (Sua Santa protetora) e o seu padrinho (o capeta).

    Programação Completa do Festival:
    06, 07 e 08 – “O TESTAMENTO DO CANGACEIRO”
    13, 14 e 15 – “O CAPETA DE CARUARU”
    20, 21 e 22 – “AS AVENTURAS DE RIPIÓ LACRAIA”
    27, 28 e 29 – “O CRIME DA CABRA”
    04, 05 e 06/12 - “PEQUENAS IGREJAS, GRANDES NEGÓCIOS”
    Os espetáculos se apresentam sempre as sextas e sábados as 21horas e domingo as 19 horas. O Festival segue até dia 06 de dezembro no Teatro Ceart (Paulínia Shopping). A programação pode ser conferida através do site www.teatroceart.com e os ingressos já estão à venda na bilheteria do Ceart por R$ 20,00 (antecipado
    Ver mais



sábado, 31 de outubro de 2015

Teimoso, o prefeito de Paulínia não acata decisão da Justiça

Política dos Bastidores
Por Miguel Samuel de Araujo


Quem vai e quem fica

Aqui, gaivota não fala não..  O povo conta o que viu e a gente relata o que ouviu. Gente bem situada no jogo e com estabilidade no emprego se explode  por dentro de tanto rir ao ver os semblantes dos comissionados, tipo chefinhos nomeados que até dia desses metia o dedo no rosto de servidor e dava ordem. Por conta dessa história, já saiu empurrões, puxões de cabelo e chutes em portas.. É o legado deste  período.  O prazo para exonerar esgotou dia 27..


E os servidores, como ficam ?
Muito confortado por achar que todo mundo está feliz com o pagamento antecipado para o dia 28, junto com a 1ª  parcela do 13º   salário, o  prefeito José Pavan  Júnior também resiste a decisão da Ministra Rosa Weber do Supremo Tribunal Federal (STF)  para pagar  os dias descontados na greve em 2011 ao lançar mão do ‘’ Agravo Regimental “ como um remédio.
Tem que pagar

     Uma    coisa  não exclui  a outra ..  Ele adiantou o pagamento e o 13º  e deve os dias descontados na greve de 2011 que a Justiça mandou pagar . Só que de acordo com o parágrafo 4 do artigo 317 do Regimento Interno do STF, neste caso, não cabe efeito suspensivo.

 Vai daí, que o muito bem contratado advogado Marcelo Pelegrini se empenha o quanto pode  com artifícios e remédios jurídicos para o prefeito deixar de cumprir as decisões judiciais. È o papel dele
Muito estranho
O  Sindicato dos Trabalhadores no  Serviço Público  Municipal  quer saber em qual folha do  Projeto de Orçamento de 2015 está descrito o valor  destinado á implantação do Plano de Cargos e Salário  e qual o vereador fez algum questionamento. O presidente da entidade Eudinei Cabral desconfia que Pavan  não está interessado no Plano de Cargos. Ele faz um alerta para que o servidor fique atendo ás manobras da gestão  contra os interesses da categoria.

 Modelo próprio de gestão
Mesmo sob o risco de duras consequências, Pavan segue o estilo linha dura do tipo que não dá o braço a torcer nem para a Justiça que tem sido generosa com a sua pessoa . Hoje tem quem aposta que o atual prefeito supera  os dois  antecessores  Edson Moura Pai e Edson Moura  Filho no quesito ignorar  decisões da Justiça.
Queimando o filme

 A relatar o seu posicionamento diante da tentativa de resistir a decisão judicial ordenando a exoneração de comissionados, o Ministério Público  demonstrou sua impaciência com o prefeito e classificou o comportamento dele como irresponsável .  O prazo esgotou no dia 27

domingo, 25 de outubro de 2015

IGUALDADE RACIAL





 EM PAULÍNIIA tem quem contribui para o avanço da democracia.. Nem tudo está perdido

O Coletivo de Combate ao Racismo da Subsede Campinas da Central Única dos Trabalhadores Estadual São Paulo, em parceria com o vereador Custódio Campos (PT), realizaram na Câmara de Vereadores da Paulínia, na tarde do sábado, 24/10/15, a solenidade de lançamento do Estatuto da Igualdade Racial, naquela cidade.
O evento contou com a presença de Rosana Aparecida da Silva, secretária Estadual de Combate ao Racismo da CUT/SP, Maria Regina Teodoro, coordenadora do Coletivo de Combate ao Racismo da Subsede Campinas, Edson Thomaz, representante do Setorial do Negro de Paulínia, Prof. Doutor Ramatis Jacino, Tagino Alves dos Santos, presidente do Conselho Municipal da Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Campinas, representantes do vereador Agnelo Matos (PT) de Rio Claro e entidades de movimentos social e sindical.
O Prof. Ramatis Jacino proferiu palestra sobre a importância do Estatuto da Igualdade Racial para a população negra e os avanços conquistados nos últimos anos de governo federal como a criação da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial - SEPPIR, programas como Minha Casa Minha Vida, Bolsa Família, Fies, Prouni entre outros.
O lançamento do Estatuto da Igualdade Racial em Paulínia abriu o mês da consciência negra do Coletivo de Combate ao Racismo, que contará ainda com as seguintes atividades:
- Solenidade de lançamento da Entrega do Calendário de Mesa Temático do Coletivo no dia 11/11/15, no Sindicato dos Petroleiros Unificados de Campinas.
- Sexta Cultural, uma atividade do Sindicato da Construção Civil de Campinas que, neste ano de 2015, mais uma vez, contará com a parceria do Coletivo, será realizada no dia 27/11/15, às 17 horas no Auditório Joao do Prumo, Centro de Campinas.
- O encerramento das atividades, será no dia 11/12/15 no Sindicato dos Sindiviários Subsede Campinas, onde teremos um momento de lazer e entretenimento com um churrasco de confraternização

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Decisão judicial coloca prefeito de Paulínia em sinuca

Política dos Bastidores
Por 
Miguel Samuel de Araujo
Pau na máquina
Expressão que parece dito popular se configura no quadro atual da administração da cidade. Internamente há um clima tenso e o pau come no interior da máquina administrativa pilotada pelo prefeito José Junior ( PSB) por conta de decisões  que precisa tomar. No dia 27, esgota o prazo que tem do Ministério Público para exonerar o pessoal  comissionado que está a mais. O próprio Pavan  assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que impedia o inchaço do quadro de CCs , o que embaraçou o sucessor Edson Moura Júnior.. Agora ele, no caso a cidade paga multa em caso de descumprimento da decisão..

Clima forte
 Vejam que sinuca estão metidos. O pessoal da Secretaria de Recursos Humanos tem que preparar a lista das cabeças que vão rolar que pode incluir gente do próprio RH. Todo  mundo tido como  gente aliada politica , o critério para ficar no cargo, é o peso politico e poder de influência que cada qual tem na composição da equipe.
Quem vai e quem fica
Aqui, gaivota não fala não..  O povo conta o que viu e a gente relata o que ouviu. Gente bem situada no jogo e com estabilidade no emprego se explode  por dentro de tanto rir ao ver os semblantes dos comissionados, tipo chefinhos nomeados que até dia desses metida o dedo no rosto de servidor e dava ordem. Por conta dessa história, já saiu empurrões, puxões de cabelo e chutes em portas.. É o legado deste  período

E os servidores  como fica ?
Por outro lado, Pavan também resiste a decisão da Ministra Rosa Weber do Supremo Tribunal Federal (STF)  para pagar  os dias descontados na greve em 2011 ao lançar mão do ‘’ Agravo Regimental “ como um remédio. Só que de acordo com o parágrafo 4 do artigo 317 do Regimento Interno do STF, neste caso, não cabe efeito suspensivo. Vai daí, que o muito bem contratado advogado Marcelo Pelegrini se empenha o quanto pode  com artifícios e remédios jurídicos para o prefeito deixar de cumprir as decisões judiciais. È o papel dele
 Só para aliados e amigos próximos
Mesmo sob o risco de duras consequências, Pavan segue o estilo linha dura do tipo que não dá o braço a torcer nem para a Justiça que tem sido generosa com a sua pessoa. Ao creditar como uma grande ação administrativa de Pavan

a apresentação de novos ônibus, um aliado e simpatizante ele saiu com essa no facebook: Pavan é o prefeito que mata a cobra e mostra o pau. Só se foi para ele que o prefeito mostrou o pau, há! há! há!  . Ninguém viu outra coisa que não tenha sido uma frota de ônibus perfilados, carros da empresa permissionária que segue o contrato para explorar o transporte  coletivo da cidade Quanto ás cobras, a gente sabe que tem várias circulando pelos corredores e ele não tem força para matar nenhuma delas, mesmo com a Justiça a seu lado ordenando que elas sejam colocadas para fora.
Só no toque de bola
Estamos entrando em novembro e logo vem o ano eleitoral. Nem precisa  dizer que daqui até dezembro de 2016  ,a prefeitura é compasso de espera , o governo vai tocar demanda espontânea e segurar no discurso. Haja visto a intenção de contratar uma agência de publicidade com uma verba de R$ 2,5 milhões. Só se for para a campanha, como fez da outra vez e ainda o marqueteiro Chico Santa Rita no fim das contas escreve um livro apontando o Pavan como ruim de jogo. Pôxa, Santa Rita ganhou grana , só que saiu com a pecha de  pé frio. .. Fez a máquina perder para ela mesma..
Algodão umidecido entre cristais
É de se espantar, o incômodo que o pré – candidato a prefeito Adilson Palito tem provocado no grupo da máquina , a ponto de a Gosma que borbulha sobre o leite quando ferve recair sobre ele e por pouco não o gruda em Dixon Carvalho, pré- candidato do PSDB que já leva perigo para os planos de pavanistas. No dito popular, podemos dizer que o moço parece  estar literalmente como um palito solto no depósito de combustível.  Conforme onde e como ele triscar, as labaredas e o fumaceiro  encobrem tudo e acaba a festa.
Engenharia dos anjos
 É que entre os fios   desemcapados que movem a parte subterrânea da máquina, algo como um emaranhado de fios que repousam em baixo de uma grande piscina-, tem um ninho tucano que por enquanto abriga o grupo de André Zanovello e  um ovo de avestruz com a casca prestes a estourar na palma da mão de Valmir Brustolin. Esse é o nosso toque aos fortes interados no mapa político em processo de ampliação enquanto os francos sucumbem simplesmente na busca do sentido das palavras.
Fritadeira elétrica
Pelo que se desenha, se Dixon Carvalho não montar o seu Plano B, ele poder ser rifado e por um precinho de nada que nem fazem com esses frangos em buteco que vai recheado  com farofa e miúdos , tipo pedacinho de fígado do próprio frango.Valmir Brustolin nos apresentou para lembrar a página do Semanário Oficial  de 28 de  março de 2012 em que Pavan faz publicar a nomeação de Maria LetíciaWorshech de Carvalho como diretora na Secretaria da Habitação. Segundo Brustolin, essa pessoa é do pessoal dos Macris e pouco era vista no local de trabalho.
As memórias
 Ele não se lembra que também, o Génésio da Apae, Castoldi e um outro do grupo fizeram parte do staff de Pavan.
Sem se esquecer  que dessas  amarrações feitas pelos Macris é que saiu a indicação de Vanda Camargo para vice- prefeita , contrariando algumas pessoas.  Se eles se ajeitarem, o moço que apresentam como o melhor pré- candidato será descartado que nem embalagem de panetone da Bambini. Entretanto, Valmir se esforça para manter Carvalho como pré- candidato. Vamos ver no que vai dar





sábado, 3 de outubro de 2015

Promessas e dúvidas

A política dos Bastidores


Por

Miguel Samuel de Araujo




Por hora tudo é conversa


Embora a movimentação politica se dê em ritmo acelerado, por enquanto tudo mão passa de conversa. Os partidos têm até seis meses antes do dia das eleições para aceitar novos filiados. Logo, o partido pelo qual o vereador se elegeu é o dono do mandato. Se quiser poderá requisitá-lo do eleito que deixar a legenda,ele tem toda a legitimidade para isso. Então quer dizer que a reforma politica pregou surpresa no meio politica. Lá estão os articuladores embaralhando as cartas

Promessas e dúvidas


Na região e mais precisamente em Paulínia, muita coisa já acertada poderá ser rediscutida, até porque não haverá como sustentar alguns acertos nos termos em que foram costurados. No dito popular afirmaríamos que ainda muita coisa irá passar pela ponte.
Ponte pênsil

Se depender do prefeito José Pavan Júnior , a nossa dúvida política reside exatamente na possibilidade da construção da ponte que atravessa o rio Atibaia . O atual prefeito e o atual secretário de Obras apresentaram o mesmo projeto em 2012 e ficou só nisso.

Sucessor de sucesso
O sucessor na época, então secretário de Obras, Educado Ferreira e o prefeito Edson Moura Junior, apontaram irregularidades no projeto e ele foi descartado. Conhecendo os tramites e a velocidade como as coisas acontecem é possível imaginar novamente esse projeto como promessa de campanha. Orientado por Chico Santa Rita que foi municiado pelas informações do assessor de marketing Willian da Silva, Pavan tomou lenha nas urnas em 2012, uma prova de que a ponte não o levou a lado nenhum. até porque ela não ia além de um letreiro num grande painel ostentado na divisa dos bairros

Foco da região

Independente de mudanças de legenda, assunto principal, a vitória do ex- prefeito de Hortolândia, Angelo Perugini na Justiça que garante a ele a cadeira como deputado estadual, fortalece o PT e abre outras frentes campos de discussão

Muita flexibilidade


Arrebanhador de apoios com tratativas de infraestrutura para as eleições vai ter que esticar o chiclete e dividi-lo ao meio e antes disso terá que convencer o aliado a se comportar no ambiente de vacas magras e aguentar tentações. 

Prova do lider

Será a demonstração de capacidade de convencer pessoas da viabilidade de seu projeto. Um verdadeiro exercício de raciocínio, paciência e comunicação interpessoal que tanto pode fortalecer como esfacelar grupos. Habilidosos estrategistas ficam em baixos das árvores a espera de ninhos que poderão estourar com o forte vendaval.
.

Sucessor de sucesso


O sucessor na época, então secretário de Obras, Educado Ferreira e o prefeito Edson Moura Junior, apontaram irregularidades no projeto e ele foi descartado. Conhecendo os tramites e a velocidade como as coisas acontecem é possível imaginar novamente esse projeto como promessa de campanha. Orientado por Chico Santa Rita que foi municiado pelas informações do assessor de marketing Willian da Silva, Pavan tomou lenha nas urnas em 2012, uma prova de que a ponte não o levou a lado nenhum. até porque ela não ia além de um letreiro num granpoderão estourar com o forte vendaval.

Pescoço grande

O ninho tucano também está cheio. Pelo que vemos, os galhos que o sustentam não suportarão tantos bicos no belisca daqui, belisca da li, pende pra lá , pende e pra cá. Vamos aguardar. O representante dos avestruzes que ficou fora da festa já esticou o pescoço e promete espatifar tudo. O cenário politico de José Pavan Júnior mais parece conto de fadas.

Perdão leitores, a gente erra, viu?

Em edição anterior, cometemos um equívoco e o nome de Custódio Campos do PT saiu como se ele estivesse com processo na Justiça de cujo desfecho dependia sua possível candidatura em 2016. A rigor os três nomes aos quais nos referimos são Edson Moura, Edson Moura Júnior e José Pavan Júnior Pronto retificado, consta que o Custódio é livre de complicações na justiça....

sábado, 19 de setembro de 2015

POLÍTICA DE PAULÍNIA CHEGA A PONTO DE DECEPCIONAR QUEM AINDA ACREDITA

Política dos  Bastidores

Por   Miguel Samuel de Araujo
Não   para ser  assim

Sinceridade, ninguém mais aguenta imbróglios jurídicos que complicam a vida da administração e atrasa o lado da cidade e do povo. Justo agora que chegamos a pensar  estávamos livres de pendengas, temos a notícia de que o prefeito José Pavan Junior resiste a ordem da justiça para demitir os comissionados  que estão a mais.
Da nossa parte
Ele que faça o que ele quiser, só que se ele cair, como chegou a propor o Ministério Público a cidade cai nas mãos de Sandro Caprino, presidente da Câmara, o mesmo que o antecedeu. Caprino como presidente da Câmara assumiu numa quinta – feira na parte da tarde no lugar de Edson Moura  Junior e saiu na sexta- logo depois do almoço  já com uma pipa das grandes na não.
Gente da confiança
 Olhem lá desta vez, Sandro Caprino não levar Wilson Machado como secretário chefe de Gabinete , ou assessor especial, função que da outra vez por um dia e meio foi ocupada por Davi Rodrigues, hoje diretor geral da Câmara.
Fez escola
Embora se apresente como quem traz um modelo mais arrojado de administrar, Pavan se vê  obrigado a lidar com velhas manias, o que aumenta demais o custo da cidade que tem uma Câmara de luxo.
Bate estaca
 Assim, se for mediar o conflito com o Ministério Público por conta dos comissionados, ele vai enfrentar barreiras no legislativo e coloca dúvida o discurso do líder Fábio Valadão de que os poderes estão firmes, independentes e harmonizados em defesa dos interesses do povo
È neste sentido
Nós compreendemos muito bem os papéis do Ministério Público e do Poder Judiciário nas questões administrativas , até porque deixa claro agora que as instituições, o MP e o Judiciário não são orgãos partidários como alguns ainda pensam, embora em Paulínia ás vezes a gente pensa que a politica está judicializada e o judiciário está muito politizado, apesar de tudo ser muito legítimo desde que cada qual no seu papel e com suas responsabilidades
Janelas da lei
Com essas e outras, muitas expectativas cercam a caneta da presidente Dilma sobre o veto ou não do prazo para filiação partidária dos que pretendem disputar as eleições de 2016. O prazo regular se encerraria agora no final de setembro. Com a nova lei, o prazo estica e para disputar as eleições, o eleitor tem até seis meses antes das eleições
Conjecturas partidárias
Pelo som ora grave , ora agudo do toque do clarim a gente pode imaginar o trajeto do cortejo dos tucanos que se preparam para receber Fábio Valadão (Pros) já cacifado como possível candidato a prefeito  e junto com ele, Edilsinho Rodrigues  de contrapeso. Só que está muito enganado, quem acha que com aquela cara do rapaz da propaganda da pomada Minâncora, Rodrigues não calcula seus atos.


Movimento na base

Vereadores e partidos aliados do prefeito José Pavan Júnior (PSB) se articulam e se compõem para a garantia da  governabilidade dele já e olho no  processo eleitoral de 2016.

No grito da lei

De novo, pelo que se observa,  o processo promete ser na base da judicialização, até mesmo porque   a tese de que o atual prefeito poderá se candidatar novamente ganha força entre pavanistas , embora haja quem diga que tudo isso não passa de uma orquestração estratégica para manter o Palácio do Governo rodeado de oportunistas. Eles sabem  que o caldo grosso sai é dali mesmo, da máquina administrativa, há! há! há! há!.. Já  são acostumados

A mesma  cantilena

Com o tempo, as coisas  ganham forma. Só não pode, é emperrar o desempenho daquelas politicas públicas  necessárias, como tem acontecido  nas transições. O povo deve repelir a falta de responsabilidade de quem por habilidade conseguiu levar o processo político para dentro do Fórum e para as barras dos Tribunais em nome de fazer as coisas corretas e só trouxe transtornos


Um  fim horroroso ou um horror sem fim


Do contrário, nem o povo e nem a máquina saem ganhando, ganham os principais atores do espetáculo dos horrores. Eles  montam suas estratégias sem pensar coletivamente na sociedade  ou no próprio grupo que se dispersa com o passar do tempo 

O estelionato politico vem aí

 Todos perdem porque a cidade corre o risco de cair nas mãos de aventureiros com habilidade nos discursos de ser o novo e ser a mudança, quando na verdade só o fato de estarem na posição em que estão já mostram  o período que representam e que de novo mesmo é só o blá , blá blá !...

Muitas opções

 Com são várias frentes e agrupamentos em formação com muitos nomes colocados para candidatos a prefeito, ainda é cedo para admitir uma possível surpresa ou a tradicional força da máquina no processo das urnas. Já vimos derrotas de grupo que além de controlar a máquina  dispunha de estrutura de campanha invejável. Tudo porque o grupo que planejou o governo,  fez tudo pensando nas eleições. Plano de Governo mesmo, com ações concretas. foi só no  discurso  e deu no que deu

Dica para votar bem

Falar bem, é o que todos sabem, apontar defeitos no que está sendo feito é muito fácil e se vangloriar de que está gerenciado as demandas espontâneas então nem se fale. Agora, na hora de votar, o eleitor com certeza  analisar a capacidade de realizar e olhar no olho do candidato. O discurso da moralidade quando exacerbado no dias de hoje, expõe o político ao ridículo , isso por causa de umas situações desagradáveis vividas na política. Além de apresentar propostas convincentes, o discurso precisa passar credibilidade. Fora isso , vai morrer na praia e nem negociação consegue e enterra o grupo

Uma vitrine
Vejam bem . Já desfilam pelas passarelas e corredores da politica, ninguém, mais do que Wilson Machado, Adilson Palito, Ivonete Moura, Tuta Bosco , Mário Lacerda, Sanzio Rodrigues, Fábio Valadão, André Zanovello, Dixon Carvalho, Jurandir Matos, Custódio Campos e de quebra José Pavan Júnior, Edson Moura Jùnior   e Francisco  Bonavita, sendo que os últimos três precisam confirmação da Justiça. Desse bolo ou ainda fora a esse bolo deverá sair o azarão  que corre em raia própria.É o que temos para hoje


sábado, 5 de setembro de 2015

Prefeito de Paulinia se amarra em Luiz Marinho (PT) e Carlos Sampaio (PSDB)

Publicação do jornal Mais Notícias


Política dos Bastidores

Por Miguel Samuel de Araujo

As lições do processo


Tudo leva crer que o articulador político do prefeito José Pavan Junior, João Natanael de Souza, é quem está acionando os botões da fritadeira contra a permanência de Dixon Carvalho no PSDB. A legenda tucana que já consolidou a aliança com a administração por conta de acertos já costurado em processos anteriores. Em 2012 que Vanda Camargo se tornou candidata a vice de Pavan Junior na última hora, porque o próprio Natanael criou embaraços para Valmir Brustolin não fechar a chapa. Mesmo com a costuras com os Macris , o pai deputado federal Wanderlei e o filho Cauê, com o aval do governador Geraldo Alckimin, ele colocou Adilson Palito( então no PCdo) na jogada como opção e não deu acordo


Gerenciador da discórdia


O moço adora espaventar tudo e ver o trigo cirandar contra o vento. Logo que foi proclamado o resultado eleitoral de 2008, quando Pavan e Moura estavam aliados contra o Dixon, porque ele questinou o resultado na Justiça , ganhou em primeira instância e quase assumiu a cadeira de prefeito. Para blindar o projeto Moura /Pavan-, Nata ajudou na arquitetura de um plano horrendo contra o Dixon e tudo estourou no colo de Artur Freire, que se tornou secretário Juridico de Moura. Como bom cabrito não berra, o advogado não toca mais no assunto. Nós nos limitamos a dar a notícia.


E ainda tem mais


O que ainda não é possível imaginar , é como Pavan ira caminhar por dentro da casa da máquina cheia de fios desencapados, como o acerto com pessoal de Luiz Marinho, o grupo do PT de São Bernado que lhe deu guarida já que Marinho é pré candidato ao Governo de São Paulo, sendo que Alckimin inclima para Márcio França, seu vice que é do PSB, o mesmo partido de Pavan.


Costura doméstica


Por mais que o diretório municipal do PSDB consiga estancar a sangria que pode espirrar no empresário André Zanovelo , o presidente da legenda que carrega os méritos de rearticular o grupo conter a revoada dos tucanos.


Na luta do vale tudo


Com certeza Dixon Carvalho está esfolado com diante da possível enxurrada que promete vir a seu encontro.No entanto há que se destacar que esse moço por três vezes candidato pelo PT, sabe tem estrutura física e emocional para debelar o aguaceiro que para alguns parece muita coisa, para ele o volume não passa da canela.


Vai com a nuvem


Enquanto os tucanos se banham em águas turvas, outros grupos, o SD liderando por Mauro Torres vai lavando suas roupas no riacho de águas claras e o pessoal de Tuta Bosco já está de canequinhas nas mãos para não encher o caiaque cujo rema está nas mãos de João Lunardo. Por sua vez, aquele grupo dos Moura ganha outra feição com a saída de Mário Lacerda levando uma parte do pessoal para o PRP


Aqui é assim


A gente escreve por metáforas , os fortes que estão conectados com o jogo compreendem e os fracos sucumbem diante das idéias.


Paulínia 2024


Vimos na quinta- feira , dia 3, a audiência sobre as demandas do setor de esportes, sob a coordenação do presidente da Câmara Sandro Caprino. Um importante apanhado de idéias e informações com destaque especial para a plateia que se mostra a colaborar para que a cidade seja melhor

x

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Carlos Sampaio abre crise no PSDB de Paulinia

Desconforto no ninho tucano, faz Dixon  procurar outro partido que poderá ser  o PR de do qual ele saiu

A decisão precipitada de se lançar como pré- candidato a prefeito pelo PSDB com o  apoio do deputado federal Carlos Sampaio criou desconforto no Diretório local  e  já levou o empresário Dixon Carvalho a articular sua ida para outro partido para ser candidato a prefeito em 2016.
 O grandão dos Carvalho já não cabe no ninho e esbarra nos bicos dos tucanos que crescem alimentados por Pavan, se vê espremido e não tem como contar o com criador de avestruzes

O destino dele que por três vezes foi candidato pelo PT e perdeu por pouco para o atual prefeito José Pavan Júnior, poderá ser o PR do qual ele saiu para ser do PSDB, indicado  por Sampaio que banca o nome dele como candidato já a  prefeito, sem combinar com André Espinha , presidente do DM e o conjunto do Diretório Municipal. Diz a boca miúda que por nada Espinha quer Dixon Candidato e vai colocar a questão na Executiva para decidir e Carlos Sampaio não tem influência
Só que o PSBB está mais alinhado do que nunca com Pavan que é do PSB, partido do vice- governador Mário França. Nessa costura que vem desde 2012  quando o PSDB colocou Vanda Camargo como  vice- de Junior Pavan, A tratativas tinha o aval do Governador Geraldo Alckimim por intermédio do deputado estadual Cauê Macris e o pai dele Wanderlei Macris, com o testemunho de Valmir Brustolin, o cacique dos tucanos na época.
Nessa engenharia toda, o presidente do PSDB de Paulínia, o empresário André Zanozelo pleiteia a vaga de vice- na chapa apoiada por Pavan. Brustolin que bateu chapa com Espinha e perdeu com o candidato Genésio, busca ajuda em Sampaio para atrapalhar André Espinha já articulado com os Macris e com Pavan que já reforça o grupo com as filiações dos vereadores Fábio Valadão ( Pros) e Edilsinho Rodrigues ( PPS) . Neste caso, Valadão seria o candidato da máquina e Edilsinho vai para engrossar o caldo político. Eles só não bateram  martelo ainda por conta da lei da fidelidade partidária. Uma fonte do PPS,que tem  Tuta Bosco, presidente e declarado pré – candidato a prefeito, revela que Edilsinho já procurou o presidente Nacional Roberto Freire para pedir uma carta de liberação do PPS para seguir seu caminho rumo ao ninho
Como Dixon não tem grupo no diretório do PSDB e entrou no meio das costuras, ele já se vê em apuros nesse ninho Diante disso, Valmir e Genésio  lavam as mãos e o deixam em papos de Aranha.
 Eles também querem uma beiradinha no time da máquina, embora não topam o Zanozelo como vice. Por outro lado , a composição PSB/PSDB que comanda o Palácio 28 de Fevereiro, estende tapetes para acolher  os vereadores Valadão e Edilsinho que entram na parada.
Com esta e outras, as colunas do castelo de Dixon Carvalho dentro do PSDB arquitetada por Carlos Sampaio começam a ruir. Assim , mais um episódio caminha o desfecho semelhante ao da história dos Três Porquinhos. Um construiu de palha, o outro de areia e o o outro usou tijolo
Nós conversamos com o próprio Dixon durante um evento na quarta- feira ,dia 2  sobre as informações e ele negou as informações. Seundo ele, tudo não passa de informações disseminada por uma minoria contra sua candidatura e que seu nome continua posto para o conjunto do PSDB. O nome dele tem aparecido bem nas pesquisas


quarta-feira, 12 de agosto de 2015

O Limão pode azedar mais em Paulínia

Do limão a limonada

A população de Paulínia busca novos horizontes para o futuro. A partir de acontecimentos recentes e o prenúncio dos desdobramentos das decisões do Judiciário com certeza, será redirecionados os rumos do quadro político. É como um povo que se organiza a partir da guerra que ele mesmo provocou. O poder do voto exercido de forma legitima e livre outorgou o poder a eles, aos políticos- os responsáveis por acontecer tudo isso que vivemos em Paulínia


Não é o bem contra o mal


E que não venham justificar com a comparação entre as administrações Edson Moura e José Pavan Júnior.


É a batalha dos iguais


O quadro está muito distante de uma análise baseada na divinização de um e a demonização do outro, ou ainda, o endeusamento de um e a satanização do outro. Por muito tempo, um viveu escorado no outro

.
Capivara e a história


O movimento social por moradia, liderado por Marcos Antônio de Paula, o Capivara, nos remete ao túnel do tempo , porque nos faz lembrar os motivos da desapropriação da Fazenda Paraíso, ato administrativo do ex- prefeito Edson Moura que alavancou politicamente José Pavan Júnior, o que deixa muito claro os motivos da rivalidade entre ambos nos dias de hoje


De modos que


Ao receber uma comissão do movimento, o presidente da Câmara , Sandro Caprino e outros vereadores, asseguram a legitimidade e reconhece os motivos dos protestos que simbolicamente expõe as vísceras do quadro político da cidade, com a reprise em flash back das cenas vividas por dois grandes personagens da história da 
Ópera “ O luxo cercada pela miséria “


Magia do filme


Pelas lentes da memória, o protagonista e o co- protagonista foram vistos nas pessoas dos vereadores que se recusaram entrar na sala do presidente para receber as lideranças do movimento.
Para entender o ato
A simbologia dos atos mostram de forma sutil as mensagem transmitidas por aqueles que posam de muito certinhos discursando contra a presença de quem não é da cidade participando do ato e acusam os lideres de bandido, numa clara contradição em relação ao hino de Paulínia que começa com a frase: “ forasteiros que aqui comparem “..


Quem são os bandidos ?


Na verdade, a retórica dessa gente camufla a real da bandidagem com negócios de politica e terra, cujo modus operandi aos poucos se dissolve no tempo porque só os discursos não se sustentam. O povo já não se engana com palavras bonitas como aquelas das rezas em latim feitas pelos padres, que ajudavam os que tomavam as terras dos índios. É a história


Legítima rebeldia


O pensador americano Henry D. Thoreau lançou mão de um conceito de ação política bastante peculiar: a desobediência civil. Em termos mais simples, a desobediência consistiria na organização de atos pelos quais as pessoas simplesmente iam a público não cumprir uma determinada lei.


Desobediência organizada


É preciso que os políticos investidos em cargos ou funções públicas compreendam o sentido da rebeldia organizada, e deixem de ver o integrante do movimento social simplesmente como bandido, alguém que promove a desordem pura e tão somente.


Ordem e desordem 

Até porque aquilo que muitos insistem classificar como ordem , não é outra coisa que não seja um modelo que promove a desordem, na vida do povo que não tem moradia, atendimento médico, educação, emprego e abre precedentes para a roubalheira do que é público e a prática de outros tipos de corrupção e exclusão social.