sexta-feira, 9 de setembro de 2011

A Politica dos Bastidores - Explicação em Shakespeare

Política de Bastidores
Por Miguel Samuel de Araujo

Explicação em Shakespeare

Só o desfecho que sintetiza o drama focado nas conseqüências de um cego e louco amor juvenil entre Romeu e Julieta, clássico de William Skakespeare,-pode nos dar base para explicar ou compreender algumas diferenças , bem como conseqüências de rachas e rompimentos políticos, vividos nos últimos cenários políticos que ora assistimos. Tudo não passa de drama muito bem tramado sem pensar em resultados futuros para os personagens e suas platéias


Em nossa análise
O que levou o casal a morrer abraçado, foi a incapacidade de dar tempo ao tempo nas crises familiares e compreender os contextos. Se houvesse mais calma e paciência da parte da parte de Romeu e Julieta, hoje veríamos o drama simplesmente como a história em que os dois apaixonados viveram felizes para sempre, num exemplo de sabedoria, sem ter que tocar no suicídio deles.Esse , é o nosso entendimento...


Romântico
Aficcionados pelo jogo da política deleitam nas literaturas para compreender o mundo que os rodeia e buscam respostas para suas inquietações nos grandes teóricos, como Napoleon Hill, SunTzan ( Lei do Triunfo e Arte da Guerra), Jean Paul Sartre, Nietzsche, Sigmund Freud, Darwin, Marx e tantos outros e se esquecem de Shakespeare que ensina u uso da sutileza como ferramenta para resolver conflitos. Isso se vê em todos os cantos e em Paulínia não é diferente.


Lamentável
Exemplo de ausência de leveza no trato de questões relacionadas com os humanos, foi visto durante a audiência pública sobre a Bolsa Amamentação, realizada na quinta- feira, dia 8 de setembro. Todos pareciam falar em defesa das criancinhas que ainda tem apenas no leite que sai dos peitos de suas mães a mais rica fonte de sustento.


Palavrório
Só que uma minuciosa da análise da ênfase dada nas palavras e frases usadas em certos discursos, parecia que alguns ali estavam dispostos mesmos era, esmagar as cabecinhas das crianças que já naquelas horas da noite já sonhavam e conversavam com anjinhos


O Projeto
O Bolsa Alimentação é um projeto de iniciativa do Poder Eexecutivo que tramita pelas Comissões da Câmara. Ele assegura o pagamento de R$ 500,00 para as mães que amamentam seus filhos com idades entre três meses até completar um ano.A prefeitura entende que com isso, poderá ajudar aquelas que precisam trabalhar fora de casa e não tem com quem deixar seus filhos. a prefeitura aposta que a iniciativa ameniza a falta de vagas nas creches.


Porradas
Se tem algo que contraria tudo o que aqui está registrado foi a prática vivida durante o evento organizado para discutir o projeto da Bolsa Amamentação: tumulto, insultos e agressão física. Esse comportamento não combina com o ambiente democrático que todos nós , cada qual a seu modo, estamos a construir.


O passado
Há que entender aquele impasse que paralisou a audiência por instantes, como uma prática velha usada em embates políticos em que homens eram estimulados como trogloditas armados de paus e pedras na disputa de território . Isso é de um tempo que se foi e do qual não devemos nos esquecer. Lembrar sempre para não repetir nunca e sim ,para refletir e buscar sempre novas formas de inovar, propor e inovar no modo de fazer politica.


Legítimidade
Audiência pública é um instrumento democrático das Casas de Leis, para colocar proposituras em discussão por parte da sociedade. Com isso, é possível aprimorar, consertar , suprimir ou acrescentar quando preciso for ,as partes necessárias do texto para que uma idéia seja exeqüível.


Neste sentido
A audiência pública de quinta- feira dia 8, cumpriu seu papel. Foi muito produtiva e positiva. Um rico exercício de idéias nunca antes proporcionado pela Câmara. O presidente Marquinhos Bola foi elogiado até pelo antecessor Emerson Eduardo dos Santos , o Gordura que a ele se referiu como “ presidente corajoso “. Gordura foi presidente da Câmara entre 2001/2002, quando o prefeito era Edson Moura .


Refrescando a memória
Nesse tempo, vereador não tinha espaço para debater projetos Como ele faz uma linha rebelde, teve vários estranhamentos com Moura. O também ex- vereador Mário Lacerda lembra como era trado pelo ex- prefeito de quem hoje se declara aliado e defende sua volta


Efeitos democráticos
A secretária da Educação Estela Sigristi e a representante do Ministério Público,reconheceram que o projeto precisa ser revisado , de acordo com o posicionamento da pesquisadora do tema, a Doutora Najara Rocha . Ela questionou desde o nome do projeto,até a forma como ele será executado


Ausência
Não estavam por lá , a secretária da Saúde, Mônica Rosa Focesi e a Secretária da Promoção Social , Hilda Orággio e a Secretária da Criança e do Adolescente, Meire Muller deviam estar presentes. Seria uma grande contribuição ao processo de esclarecimento para os que ali estavam, se a Promoção Social tivesse mandado alguém para falar das Diretrizes do setor. Se a dona Hilda tivesse outro compromisso, bem que ela podia ser representada pela Clélia Sandra, diretora de Departamento, assistente social de formação e profunda conhecedora da legislação e diretrizes.


Deveres e Direitos
Ou então, podia estar no evento um representante do CRAS, o Conselho Regional de Assistência Social, órgão que representa a categoria . O CRAS, ao para se posicionar sobre o projeto ampliaria a grandeza do debate. A nosso ver, envolver todos os órgãos do governo e da sociedade em discussões e debates sobre políticas públicas de garantia e proteção dos direitos da criança e do adolescente, é uma das determinações do ECA, Estatuto da Criança e do Adolescente


Uma coalhada só
Seis dos dez vereadores estavam presentes na audiência pública. Custódio Campos, autor da idéia, o presidente Marquinhos da Bola, o líder do governo Jurandir Matos, o médico Gustavo Yatecola , Francisco Bonavita e Siméia Zanon da Comissão de Justiça e Redação. Yatecola reprovou a idéia e Siméia também. Bonavita e Matos prometeram votar conforme o entendimento do povo e das autoridades que ali se posicionaram, ou seja , eles defendem que o projeto deva ser revisado e mais detalhado.


Uma colhada só II
Bonavita destacou que aleitamento materno e falta de creche são assuntos distintos. Falta de creche é uma situação que não vem de hoje.Leonardo Ballone , secretário de Negócios Juridicos que representou a administração devia explicar a verdade sobre o atraso da obra da creche do Cooperlotes que está sub- júdice. Mas prece que tem medo de por o dedo na coisa, né ? Então tome críttica da Siméia, há ! , há ! , há !... Era só que o Tribunal de Contas viu irregularidade no contrato


Aplausos e vaias
Os últimos acontecimentos tem sido marcados por manifestações que nos fazem lembrar a história do processo de recuperação de um grupo internado num hospital psiquiátrco. È o seguinte. Os pacientes estavam com membros superiores e inferiores atrofiados pelo efeito de remédios controlado. Então uma terapeuta ocupacional os levou para um auditório para incentivá-los a bater palmas. Com braços e mãos abertas, eles tentavam e dava tudo errado, até que um deles foi ao palco e começou a gritar tentando acertar a palma de uma mão na outra. De repente de tanto insistir , ele acertou e todos o acompanharam..... Palmas,há !, há..! há !.... Com as mãos já soltas, um deles uma delas na boca e gritou : U!.....U!... Os que estavam por perto acharam graça e o imitaram. Vaias , u!.... È desse jeito o negócio


Independência ou Vida
O Sete de Setembro não foi comemorado da forma tradicional , com desfiles e outras atividades como acontece tradicionalmente. No facebook tem que disse sentir saudade. Só se for quando um ex- prefeito, ao lado do amigo Beto Carreiro, fez um show de ostentação em cima de uma cavalo branco, dando uma de Napoleão que ia passar por cima da massa que comemorava a independência do Brasil. Nesse tempo, as crianças torravam no sol, a ponto de ficarem que nem a Bandeira Nacional : verde, amarela e azul


Alternativas
Esse ano, aconteceram atividades criativas, o povo sabe como expressar e sempre saberá diante das suas necessidades. Teve comemorações oficiais nas ruas , no Paço e nas escolas, além das iniciativas políticas em frente o Theatro e no Shopping.


Semelhanças
Só para provocar , estabelecemos aqui um paralelo. Com o mesmo estímulo que o publico aplaude um prefeito fazendo gracinha num cavalo branco, esse mesmo povo pode bater palmas para um peão montado em um touro de rodeio. De modos que não há o que surpreender com manifestações de vaias e aplusos. Chama-nos a atenção, alguns posicionamentos, de uma certa Princesa de Bobes de deixar o conforto de seu castelinho para comentar em rede social, as vaias recebidas por autoridades


Festa vermelha
O vereador Palito está prestes a se tornar a liderança principal do Partido Comunista do Brasil, o PC do B-, legenda que estava até dia desses dominada pelo grupo do ex- prefeito Edson Moura. Que o vereador tenha sucesso e coloque a legenda a altura e no destraque que ela representa para a história da democracia no Brasil.


O mascate


Em nova fase. Ao estilo “ O Politizador”, os ex- vereador Mário Lacerda , anuncia em sua página do Face, que está em aberto a vaga para vice- prefeito Edson Moura. O negócio oferecido é tão incerto que já tem nomes colocados, ninguém sabe se o Velho Moura será candidato ou ele só está na retaguarda do Novo Moura. E mais: Lacerda convida as pessoas a se filiarem em um partido de oposição

20 comentários:

  1. Quanta hipocrisia, o ex vereador Gordura defendendo os interesse do povo. Será que ele se lembra que foi secretário da habitação e em quatro anos não conseguiu acentar um tijolo. Onde foi o dinheiro da secretária dele, nesses quatro anos? Será que ele pode explicar?

    ResponderExcluir
  2. E no governo Pavan, o dinheiro da Habitação foi para onde?????????

    Certamente, para os bolsos da familya do Pavan!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Miguel

    Gostaria de corrigir um detalhe. Havia sim representantes da SECA na audiência. Inclusive uma delas usou o microfone aberto para expressar sua opinião como profissional da secretaria. Justiça seja feita. Agora sobre outras secretarias eu não sei realmente se havia alguém lá.

    Bater Palmas e Vaiar.
    Sempre foi assim o mecanismo de manifestação. Um começa e outros acompanham nas palmas e vaias. Mas posso garantir que todos aplaudem ou vaiam porque querem, pois só é dado um estímulo. O resto segue como uma consequência. Não se pode desprezar as vaias nem tão pouco as palmas. Querendo ou não isso é um termômetro. Falo porque sou artista e muitas vezes me vi diante do público em apresentações de dança. Dá para sentir a sinceridade das palmas, quando é só por obrigação ou espontânea.

    MMA na Câmara.
    Avisa esses políticos das antigas que essa de tentar tumultuar nossa audiência histórica foi uma idéia realmente pobre e sem sal. Deviam ter mandado atores ( ficaria mais verídico ) e não trogloditas fazer um papelão daqueles. Ficou claro que foi armação. Ridículo mesmo. Mas felizmente contava-mos com um público bastante inteligente e perspicaz que não caiu nesse golpe.

    MMA Dois - Na Câmara.
    Quero deixar um recado ao querido TONI - assessor da casa. Me chamar de Babaca foi hilário. Isso demonstra o quanto você é pobre em argumentos. Dizer que vai partir para ignorância. Isso é coisa de mauricinho. Aqui na minha área a gente "Cola" e faz a "Casa Cair" mano. Quer arrumar "Treta" então aprende a ser gente primeiro. --- Da até dó.

    Audiência Pública
    No mais foi uma maravilha mesmo. Uma aula de democracia e com certeza devemos repetir as doses. Agora o povo sabe qual o caminho para debater idéias. Legal mesmo. Para mim foi muito bacana.

    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  4. NÃO PODE DEIXAR PASSAR EM BRANCO QUE O GORDURA, ALEM DE NÃO FAZER NADA, AINDA QUERIA QUE QUERIA RETIRAR O POVO HUMILDE QUE MORA NAS CASAS PRÓXIMO AO MORRO ALTO QUE FOI CONSTRUÍDA PELO PAVAN. ESSE ROGER DO PÓ...DANCE TEM UMA LIDERANÇA POLITICA INVEJÁVEL POIS JUNTO COM O MARQUINHO GALINHA PRETA, CONVOCARAM VIA RÁDIO DO EDUARDINHO CARRO DE SOM PELA CIDADE TODA QUE FARIAM UMA CONCENTRAÇÃO EM FRENTE A PREFEITURA E SÓ APARECERAM:MI ARANHA, RÔ AFASTADA, MARIO SERGIO (PORQUE A RÔ MANDA NELE),VANUSA BOM BOM TODOS ESSES "PATRIOTAS", SÃO OS MESMOS QUE GANHAM BELO SALÁRIOS NA PREFEITURA MAS EM MOMENTO ALGUM PENSARAM NO POVO DE NOSSA CIDADE, NAS CRIANÇAS DAS CRECHES, FICARAM MAIS DE 60 DIAS JUDIANDO DO POVO COM A GREVE E FAZENDO PIQUETE, AGORA VEM COM DEMAGOGIA FALAR QUE ESTÃO PREOCUPADO COM NOSSA CIDADE E NOSSO POVO. RÓGER DO PÓ...DANCE, VOCÊ NÃO É BABACA, VOCÊ É IRRESPONSÁVEL, MOLEQUE E DESORDEIRO. ERA SÓ O QUE FALTAVA!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Mario Lacerda tornou-se figura de deboche pois: pede voto e é candidato a vice de um candidato que está cassado até 2020, pede para as pessoas se filiarem a um partido que é da oposição; chega a ser patética a atitude dessa pessoa....seria cômico se não fosse tragico.

    ResponderExcluir
  6. Quem ameacava trazer gente da cgt e forca sindical foram o menalli e cabral e reginaldo do sindicato. O custódio armou a audiência com o acordo dos demais vereadores e o sindicato junto com o pt forjaram uma "situacão". Nada mais.Quem pode perder com todo este circo?????? apenas as mães carentes........que tristeza!!!!

    ResponderExcluir
  7. Também acho que o Pavan, não fez nada até o momento para a cidade, agora querer justificar o erro do gordura com outro erro, isso é demais.Quando critiquei o Gordura, eu não quis defender o Pavan, porque pra mim são todos iguais. Acho válido a iniciativa do Custódio em fazer uma audiência publica, porém só usaram o microfone quem tinha enteresse pessoal, a hora que fechou o microfone, a maioria foi embora antes do término da audiência. Então essa conversinha que estão do lado do povo é balela.

    ResponderExcluir
  8. Poxa que legal!
    Já até arrumaram apelido para mim. Sinal de que estou incomodando. Mais pelo menos mostro meu nome aqui né. Não fico aí dando uma de anônimo.

    No mais quero deixar claro que opinião cada um tem a sua. Se tem alguém que não gosta da minha, paciência. Como costumo dizer não olho para trás e nem para baixo. Somente para frente e do meu lado.

    Para frente para focar meu objetivo que é ajudar meu povo. E para o lado para ver quem esta comigo lado a lado na luta. Não olho para trás porque é lá que estão ficando meus inimigos e nem para baixo porque não chuto cachorro que já está morto.

    A respeito da greve vou te dizer sua análise da questão está muito superficial. Mas te adianto quando entro em um embate desses não costumo abaixar a cabeça e nem sou barata que só com uma batida de pé sai correndo. Seu querido prefeito nem teve a ombridade de ir até nosso encontro para conversarmos, demonstrando que realmente NÃO é um grande estadista.

    Ao invés disso quis impor um terrorismo, ai meu amigo eu não aceito mesmo. Quem deve pensar no modo de administrar a cidade é quem foi eleito para tal...e não jogar a responsabilidade de 67 dias de greve nas costas do trabalhador. Ficamos 106 horas em estado de greve antes de fazermos nossa paralisação. Então ele teve tempo de resolver. Mas a vaidade falou mais alto e por isso sacrificou a vida de toda uma cidade.

    Desordeiro: Sou sim. estou causando uma desordem das coisas aqui em Paulínia. Já passou o tempo dessa corja. Estamos vindo com uma nova proposta, uma nova maneira de fazer política. E aos atrasados só restam ficar colocando apelidos e xingando, porque argumento mesmo não tem.

    Muleque: Ainda bem né que sou muleque. Porque os velhos da política atual que hoje domina a máquina vai tomar um tombo grande. Paulínia está se reciclando e os lobos velhos vão ser substituídos pelos novos. É assim que funciona na matilha. Mais com uma diferença. Os atuais são lobos vestidos em pele de cordeiro. Os que vem aí são cordeiros com coração de Leão.

    Irresponsável: Não sou eu hoje que gasto milhões em festas enquanto tem criança nossa sofrendo ataques epiléticos por falta de remédio nos postos e nem funcionário público passando necessidade durante meses com seus filhos só para lavar a honra de quem já tem ela tão suja que nem em mil anos ão conseguirá limpar.


    Para finalizar gostaria de pedir desculpas ao Miguel dono deste Blog. Miguel não é esse o meu estilo mais não dá para ver questionamentos desses e ficar calado.

    Sugestão: Em meu blog Miguel não deixo ninguém comentar em anônimo. Isso faz parte da ética dos blogueiros. Sugiro então que você modere os comentários aqui e não permita que pessoas se escondam atrás do anonimato. Mas isso é só uma sugestão viu... o blog é seu e você é quem manda.

    Um abraço amigo blogueiro.
    Roger Dance

    ResponderExcluir
  9. Opinião é assim mesmo. Temos que respeitar todas e emitir as nossas, sempre, de forma clara e respeitosa. Então, vou dar a minha.

    Na luta pelo poder não existe imparcialidade. Ou se é contra ou se é a favor. Aqui a questão passa "por" direito personalíssimo. A favor ou contra, temos que defender de todas as formas o direito que qualquer pessoa tem de expressar-se sobre aquilo que pensa, que defende, que acredita. E ponto final.

    No jogo do poder, ou pelo poder, as vicissitudes podem levar a uma condicão de contraditório imprescritível. O prefeito tem que "prefeitar", a oposicão tem que "oposicionar" e os "meio-termo", tentam tirar proveito. Entendo os "meio-termo" como aqueles que se posicionam contra até conseguir algum benefício pessoal.

    Defendo o governo PAVAN. Nosso prefeito sabia das dificuldades que enfrentaria quando dissesse não a ingerência na administracão dele. Optou por trablhar pelo social e pela primeira vez, aqui em Paulínia, as pessoas que mais precisam podem exercer a cidadania quando vão ao banco para recerber a renda da família, quando pagam apenas 1 real a passagem de ônibus, quando seus filhos tem direito a bolsa de estudos. Está sendo iniciado o processo de construcão de casas populares, revitalizacão do centro, com projeto que, antes, vai passar pela participacão popular.

    O projeto de amamentacão acompanha, justamente, toda a tendência de investimento naqueles que mais precisam. O projeto, de iniciativa do nosso prefeito PAVAN, foi enviado a câmara de vereadores e lá, na câmara, os vereadores tiveram a iniciativa de audiência pública ( totalmente legítimo este processo ).

    Infelizmente, não lí nos jornais o posicionamento do Ministério Público sobre a questão. Acho importante. Parabenizo publicamente o Dr. Ballone e a Profa. Estela que lá estiveram representando nosso governo, bem como nosso presidente da câmara, Marquinho da Bola, e nosso líder de governo, Jurandir Matos. Não concordo com membros do sindicato dos servidores que, com "peitos de borracha" na platéia, tentaram dar um significado de galhofa a uma situacão séria. E por ser séria, com seriedade deveria ter sido tratado.

    Que as coisas tramitem dentro da lei, do respeito e dedicacão ao nosso povo, como tem sido a determinacão do prefeito PAVAN a todos nós, membros do nosso governo. Mesmo sob forte perseguicão pessoal e tentativas contínuas de ataques ao nosso governo, nosso prefeito PAVAN nos orienta a ter paciência e continuar firmes e fortes na conducão política de fazer o melhor para a nossa cidade.

    Quanto a esse grupo de "meio-termo" que tanto nós, quanto a oposicão sabemos, exatamente, quem são, que executem os sórdidos trabalhos sob a orientacão daqueles que fazem parte do vale-tudo para conseguir o poder em Paulínia, e sob a execucão daqueles irresponsáveis e inconsequentes que, sempre, vão tentar tirar proveito pessoal da situacão.

    A impressão que tenho é que, certas pessoas, só conseguem realizar alguma coisa, quando estão no comando da cidade.

    A verdade é que nos encontraremos na verdade das urnas, onde DEUS e o POVO serão sempre justos, independente de qualquer coisa.

    ResponderExcluir
  10. Agora sim

    Roger e outros

    O debate tem que ter nível, identficação dos autores dos post e respeito a todos. Assim contribuimos para a cidade melhor onde seus recursos sejam usados de forma justa em favor dos que precisam e que esses que hoje precisam saiam da linha do assistencialismo no futuro.As livres manifestações que ora assistimos em Paulínia, terra de Faraó-, são prenúncio de novos tempos. Eu mesmo não tinha a liberdade que hoje tenho para escrever. Ou enaltecia todo o impulso megalomaníaco, dizia que tudo era lindo, ou era reprimido. Logo, certo de que modelos são construidos de forma gradativa e com paciência, me dou por satisfeito. Devo dizer e isso comentarei nas próximas edições. Atos de porra louca, como um homem botar um peito para fazer chacota, faz parte também.Isso pode significar um desejo da pessoa que por muito tempo era guardado dentro da pessoa, nunca antes revelado, agora no afã de chacotear uma mãe lactante pode fazê-lo

    ResponderExcluir
  11. O meio termo pra mim, são aqueles que quando estão ganhando falam bem do prefeito, a hora que perdem os cargos falam mal. Um exemplo: Natanael e Wilson Machado, os dois trabalharam para o Pavan na ultima eleição. Natanael ganhou cargo por isso fala bem do Pavan e Wilson Machado não ganhou cargo por isso fala mal do Pavan. Isso é meio termo.

    ResponderExcluir
  12. Anônimo também é gente e merece resposta da gente. Citei como "meio-termo" todos aqueles que participam dos benefícios do governo, mas querem mais e por isso atacam o prefeito PAVAN, de preferência, tentando tirar proveito dos trabalhos da oposicão. Existe vereador "meio-termo" ( quer os cargos, o apoio do governo, mas grita que é independente, que vai ser candidato a prefeito, etc.... ). Existem vários outros tipos ( dono de jornal, empresário falido, presidentes de partidos, etc.... ).

    Quanto ao segundo "anônimo", acho que o mínimo que faco é vir até aqui e posicionar-me com toda a clareza. Falo bem do PAVAN, que é um homem bom e bem intencionado. Defendo o prefeito PAVAN que foi eleito por nós e tem que governar para todos. Defendo porque tem que ter muita coragem e determinacão para não fazer a pirâmide sobre a igreja católica, voltar a bolsa de estudo, interromper o paulínia filmes e investir todo esse dinheiro para o bem do povo.

    ResponderExcluir
  13. Olá a todos.

    Na questão do sindicato ter ido até a câmara municipal munidos de aparatos também sou contra. A função primordial do sindicato dos servidores públicos de Paulínia e defender a categoria. O foco deles deve ser a categoria. Já falei em várias postagens minhas no blog " Movimento Paulínia" que sou contra. O sindicato deve sim se atentar a nos explicar como anda as questões trabalhistas da categoria. Quando questionamos e queremos saber eles somem. Mais aí aparece do nada tentando pegar uma carona na audiência. Agora se estavam lá enquanto cidadãos, aí tudo bem. Porque enquanto cidadãos podem e devem se manifestar. Mas se foram lá em nome do sindicato eu não me lembro de ter dado permissão para nos representar em tal audiência.

    Quanto ao comentário do Natanael.
    Achei muito nobre seu revide, assim conseguimos exercer democracia. Está de parabéns. Porque ao contrário dos anônimos que ficam xingando e colocando apelidos, você veio e mostrou sua maneira de ver as coisas. Fico feliz em saber que não me encaixo em alguns aspectos que disse. Porque estou nessa pela categoria de servidores e pela população. Se tudo isso que você disse sobre social é verdade, então porque isso não chegou ate mim ainda, porque não me atingiu? Moro em Paulínia à 38 anos desde o nascimento e não tenho casa ainda. Não sou ajudado por nada. E quando fomos reivindicar algo ainda fomos punidos. Você disse que o Pavan quer conduzir com calma, mas puniu a gente com dois meses sem salário. Natanael, fica aí a dica. Porque não chama o servidor para conversar? Mais todos de uma vez e não somente uma minoria igual fizeram recentemente. Vamos abrir diálogo, acho melhor para os dois lados.

    Roger Dance

    ResponderExcluir
  14. Quando vejo pessoas como o Roger participando efetivamente das discussões, acende a chama da esperanca para aperfeicoar o estado das coisas. Isso aconteceu comigo em 1999, quando iniciei meus trabalhos por esta causa. Na época, operador de caldeira da Rhodia, morador do Monte Alegre lll e cheio de esperancas. Conseguimos mudar muitas coisas que, com prazer, colocaremos para análise. Cometemos muitos erros também. Tenho uma responsabilidade muito grande no processo, pois sempre atuei na linha de frente e hoje tentamos reparar os erros do passado. Essa é a minha opinião.

    Pode ter certeza Roger, jamais terei outro comportamento que não esse. Já estou trabalhando com essa proposta de diálogo e já conversei com diversas pessoas que trabalham como servidores. A intencão é justamente essa: aprimorar essa relacão.

    Contudo, insisto na proposta do debate aberto sobre a "situacão", "oposicão" e os "meio-termo". Propostas e proposituras são sempre justas. O problema é o pessoal do "meio-termo" que tenta criar factóides políticos para o desgaste do prefeito. Veja bem, por parte da oposicão isso é legitimo e normal no processo. Trocando em miúdos: reivindicar salários e condicões de trabalho é justo, é legitimo. O uso dessa reivindicacão como pano de fundo para movimento "fora PAVAN", complica as coisas.

    Fica aberta a questão para o entendimento.

    ResponderExcluir
  15. Gente vamos ter responsabilidade

    Essa coisa de quem for homem cospe primeiro, é feio em politica. Eu conheço o Roger e conheço o Toni e tenho certeza de que tudo não passou de um impasse, como foi minha conversa áspera com o Cícero da Guarda, cena explorada de forma irresponsável por quem quer ver sangue, mas não entra na rinha. Então pelo amor de DEUS, vamos nos identificar e discutir politica com seriedade. Já tem Mário Lacerda e a do Bobie vendo maldade em tudo , né ? As pessoas expressam o que elas tem por dentro. Admiro quem se identifica e tem classe para assumir posições

    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Miguel vc não podi falar nada hein ,pois vc queria pegar o cicero esqueceu,a tem mais chega 30 minutos antes que o cicero ta te esperando também!!só vcs 2 até amanhã! NÃO PERCA OS MMA POLITCO !!NA CAMARA MUNICIPAL!!!

    ResponderExcluir
  17. TONI ( o sem argumentos)12 de setembro de 2011 17:06

    O Roger, desculpe ai pelas colocações que fiz la na frente da camara, concordo com vç que estava sem argumento nenhum, pois ja tava de cabeça quente com os acontecimentos ali, mas meu QUERIDO, vç achar que com esse palavrorio de mano de quebrada me assusta, rsrsrs, ai sim, isto é hilario, irmãozinho, fui criado em São Paulo, na Capela do Socorro,sai de casa aos 16 anos, e me criei sozinho, ja passei por tantas coisas, e ja vi outras tantas, já fui ao enterro de muito irmão, e outros tantos estão na Faculdade a muito tempo, acho que dei sorte, por que minha casa nunca caiu, kkk, e ninguem me colou, kkk,e é por tudo isso que não sou e nunca fui mauricinho,ao contrario, pergunta para os mais antigos da politica que vão te dizer se sou mauricinho, rsrs, então mano não vai ser nenhum pé de breque , ramelão da área que vai me deixar RECADO, por que posso ficar com medo, aí meu irmão!!!
    Bom, por mim encerra por aqui, a não ser que queira discutir mais a relação?

    ResponderExcluir
  18. Nossa Miguel!!!

    Esse "Anônimo" é tosco mesmo. Não preciso provar nada a ninguém e tem mais vocês acham que caio em provocação barata. Para você ver Natanael como tem gente que não tem classe. Falando nisso gostei da postura, sabe que estamos de lados opostos nesse embate mais não precisou perder a classe para debatermos. Parabéns pela postura. Não tenho medo e nem receio de elogiar adversários políticos que lutam com honra e respeitam as diferenças. Isso faz parte da democracia, algo que os "anônimos" não conhecem.

    Sou pensador antes de ser lutador, não preciso trocar tapas com ninguém para impor minhas idéias. Isso é coisa de gente que não tem argumento com vocabulário pobre, além de ser irresponsável. Depois o moleque sou eu né, o irresponsável sou eu. Essa é boa. Não se preocupe Miguel não caio nessa. No mais em outros tempos e outra hora quem sabe né.

    Está vendo Natanael, esses são as pessoas que querem ter razão, não respeitam nem o autor do blog.

    Saudações a quem te coragem.
    Roger Dance

    ResponderExcluir
  19. Fala Toni

    Obrigado por responder meu recado.
    Como disse você não me conhece e eu também não te conheço. Mais pelo pouco que você disse aí no recado acima temos muitas coisas em comum, ambos viemos da periferia e tivemos muitos dos nossos chegados mortos ou presos. Então é bom poder falar com quem entende. Como disse sou brasileiro e a própria lei me dá o direito de se expressar. Na ocasião nem me dirigi diretamente a você. Só que também fiquei agitado devido o acontecido, porque abriga começou a um metro de mim. Você sim veio me xingando sem ao menos nem entrar em um diálogo.

    Está desculpado "mano" entendo que sua cabeça estava quente na hora. Mais deve ter percebido que te respeitei mais do que você me respeitou, porque entendi seu momento e naquela hora achei que não era válido levar na ignorância. Então "tô de boa" e "cada um no seu quadrado."

    Todos aqui tem uma história com Paulínia e famílias, mais é bom que assim a gente vai se conhecendo e sabendo quem é quem.

    Para finalizar usei aquelas "gírias" somente para ilustrar e não intimidar ninguém. Você deve saber melhor do que eu que quando se tem realmente um problema com alguém a gente nem avisa. Chega chegando.

    No mais fica com DEUS a boa sorte na empreitada.

    ResponderExcluir
  20. SUAVE , E NA PAZ!!
    E VAI NA FÉ IRMÃO.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.